CONTACTOS
Fale connosco
800 203 186
Em rede

Está aqui

Espaços verdes urbanos resilientes às alterações climáticas

O projeto da Cascais Ambiente, apoiado pelo Fundo Ambiental, consiste na renaturalização de um jardim e horta comunitária multifuncional, com vista à redução do consumo de água e de outros recursos naturais, bem como a valorização de um novo espaço verde em meio urbano para mitigar o efeito de ilha de calor.

Ambos os espaços servem como exemplo efetivo a replicar em toda a estrutura verde urbana para melhorar a capacidade adaptativa de Cascais, reduzindo as vulnerabilidades associadas aos cenários climáticos futuros, que contemplam uma redução da quantidade de precipitação e um aumento da temperatura média, aliados a uma maior frequência de eventos extremos (precipitação intensa concentrada e ondas de calor).

A proposta contempla ainda a avaliação dos impactos obtidos na promoção da resiliência às alterações climáticas, devidamente fundamentada num processo de monitorização climática inovadora em contexto urbano e municipal.

Todos as ações serão ainda enriquecidas com o forte envolvimento da população local através de processos de avaliação dos impactos das alterações climáticas e participação em eventos formativos e de sensibilização ambiental.

O projeto terá ainda uma importante componente de disseminação a nível nacional e internacional, valorizando a posição de Cascais como município de referência no combate às alterações climáticas. Em baixo, na caixa INFORMAÇÕES, conheça os pormenores de cada uma das intervenções.

No âmbito deste projeto foi desenvolvido o RENATURA - Manual de Boas Práticas para o Desenho e Gestão de Espaços Verdes em Cenário de Alterações Climáticas. Este documento pretende disseminar boas práticas e ideias a todos os agentes intervenientes nesta área de gestão e planeamento, no sentido de se pensarem espaços verdes com elevadas valências sociais e ambientais e reduzidos encargos.

IMPORTÃNCIA DOS ESPAÇOS VERDES

Os 206 400 habitantes de Cascais usufruem de 3097 parcelas de espaços verdes que totalizam uma área de 112,8 hectares. Destes, cerca de 82 hectares são espaços com necessidade de rega. Nestes espaços, integram-se ainda as hortas urbanas. Atualmente, existem 22 hortas comunitárias que servem 441 famílias e 1974 alunos nas hortas das escolas.

Para além do relevante contributo para a vivência e qualidade de vida dos residentes e centenas de milhares de turistas que todos os anos visitam Cascais, o conjunto destes espaços apresenta uma função ambiental e ecológica determinante para todo o território.

Os espaços verdes urbanos possuem um elevado valor ecológico pela diversidade da flora autóctone e habitats importantes para a conservação que asseguram refúgio e alimento para a fauna. Ou seja, asseguram a proliferação de toda a biodiversidade e coabitação no território.

Acresce ainda o contributo destes espaços para a boa qualidade do ar, amenização térmica, a infiltração de águas no solo e recarga de lençóis freáticos, entre tantas outras.

Separadores