CONTACTOS
Fale connosco
800 203 186
Em rede

Está aqui

Requalificação urbanística no Bairro Novo do Pinhal

O projeto da Cascais Ambiente requalificou espaços públicos e criou uma horta comunitária, como forma de melhorar a qualidade ambiental e de vida dos cidadãos de um bairro desfavorecido.

DESIGNAÇÃO DO PROJETO: Requalificação urbanística no Bairro da Galiza/Novo do Pinhal 
REGIÃO DE INTERVENÇÃO: São João do Estoril, na União de Freguesias de Cascais e Estoril
CÓDIGO DO PROJETO: LISBOA-08-4943-FEDER-000040
EMPRESA PROMOTORA: Cascais Ambiente - EMAC - Empresa Municipal de Ambiente de Cascais
OBJETIVO PRINCIPAL: Construção de uma horta comunitária, parque infantil e requalificação dos espaços exteriores do bairro

DATA DE APROVAÇÃO: 2017/04/28
DATA DE INÍCIO: 2017/04/28
DATA DE FIM2017/10/23

CUSTO TOTAL ELEGÍVEL:181.999.20€
APOIO FINANCEIRO DA UE: 90.999.06 €
APOIO FINANCEIRO PÚBLICO NACIONAL: 90.999.06€

 

O Bairro da Galiza/Novo do Pinhal

É uma zona associada a comunidades desfavorecidas do concelho de Cascais, correspondendo a uma das cinco áreas prioritárias de intervenção abrangidas pelo Plano de Ação Integrada para as Comunidades Desfavorecidas (PAICD), atendendo ao diagnóstico da habitação social de promoção municipal e ao reconhecimento e mapeamento das assimetrias sociais e territoriais existentes.

Características do bairro: escassa atividade económica, desemprego de longa duração, exclusão social associada a imigrantes e minorias, baixo nível de instrução e degradação do ambiente urbano 

Localizado no lugar de São João do Estoril, na União de Freguesias de Cascais e Estoril, o bairro Novo do Pinhal é uma zona urbana consolidada e com boas acessibilidades rodoviárias e ferroviárias, destacando-se a proximidade à estação ferroviária de São João do Estoril, da marginal e da A5. O bairro é igualmente servido por comércio tradicional e de proximidade e é um local dotado de equipamentos sociais, educativos, desportivos e serviços. É uma área que, na sua essência, tem um forte cariz residencial e onde, de acordo com os dados dos Censos 2011 , se identificavam, a essa data, 544 alojamentos, distribuídos por 245 edifícios, onde residiam 1299 habitantes que constituíam 448 famílias.

A Horta Comunitária

A construção de uma horta comunitária no Bairro Novo do Pinhal teve lugar numa parcela dos terrenos municipais sem qualquer uso e sem manutenção. Inaugurada a 15 de setembro de 2017, a horta tem uma área de 1.450 m², num total de 31 parcelas de cultivo, quatro abrigos de ferramentas e ainda um espaço de estadia e lazer equipado com mesas de piquenique e banco de madeira.

A intervenção culminou com pequenos arranjos urbanísticos, nomeadamente a limitação da área de horta com vedação de madeira e vários portões de acesso, assim como a recuperação e colocação de calçada nas zonas envolventes.

A Intervenção nos Espaços Públicos

Esta intervenção abrangeu um total de 4.200 m² e visou recuperar a imagem urbana do bairro, tornando-o mais atrativo, adequado ao seu usufruto por parte dos residentes, e facilitando a sua manutenção.

Além da melhoria do espaço público em termos estéticos e físicos, foram asseguradas condições de usufruto do espaço público com a instalação de bancos e mesas de merendas, nos locais mais procurados e frequentados, dotando-os de melhores condições para o convívio exterior da população.

Esta intervenção pretende também disciplinar os usos atuais, dotando o bairro de espaços formais para a realização de churrascos e piqueniques, eliminando a sua ocupação abusiva, a degradação e acumulação de resíduos e sujidade do espaço público provocada pela utilização de pequenos grelhadores pessoais.

Veja aqui a inauguração do espaço, em setembro de 2017.

Separadores