CONTACTOS
Fale connosco
800 203 186
Em rede

Está aqui

Recolha de biorresíduos em sacos óticos

A partir de 2023, a recolha seletiva de biorresíduos (restos de comida) vai ser obrigatória em Portugal. 

Para garantir o sucesso desta medida, a Cascais Ambiente está a implementar um projeto piloto de separação de restos de comida para produção de energia elétrica e de composto orgânico.
Neste momento, o projeto abrange 5000 famílias residentes na União das Freguesias de Carcavelos e Parede. Os munícipes abrangidos recebem gratuitamente um rolo de sacos verdes, um pequeno contentor castanho e um folheto informativo.

Como funciona

Basta depositar os restos de comida, separadamente, no saco verde. Quando o saco verde tiver 2/3 do seu enchimento, deve ser fechado com um nó duplo e colocado diretamente no contentor dos resíduos indiferenciados (cinzento), e não dentro de outros sacos, para garantir a sua separação do restante “lixo comum”.

Os sacos verdes, recolhidos juntamente com os restantes resíduos indiferenciados, são triados através de um leitor ótico, na unidade de tratamento de resíduos da TRATOLIXO. Os biorresíduos são posteriormente encaminhados para a Central de Digestão Anaeróbia do Ecoparque da Abrunheira, em Mafra, e submetidos a um processo de decomposição sem a presença de oxigénio (digestão anaeróbia), que origina o biogás e o composto.

Veja aqui informação em inglês.

Como participar

Para participar basta residir na zona do projeto piloto. 

Os técnicos da Cascais Ambiente realizam visitas ao domicílio para explicar o projeto e entregar os sacos verdes e o contentor aos munícipes abrangidos. Estas visitas decorrem de segunda a sábado, entre as 16h00 e as 20h00. Os técnicos cumprirão todas as recomendações da Direção-Geral da Saúde de modo a garantir uma visita em segurança e esperamos que os recebam com os mesmos cuidados.

O que posso colocar no saco verde?

Restos de alimentos crus e cozinhados ou fora da validade: Legumes e frutas, carne e peixe, restos de sopa, restos de pão e bolos, cascas de ovos e borras de café. Poderá também colocar saquetas de chá, guardanapos de papel, palitos e cotonetes/escovas de dentes de bambu. 

O que não posso colocar no saco verde?

Vidros, plásticos, metais, têxteis, lâmpadas, beatas, excrementos de animais, copos, talheres e loiças, medicamentos e pilhas, sementes de origem incerta e qualquer parte (raiz, caule, folha ou flor) de plantas exóticas invasoras.

E quando os sacos verdes acabarem?

Os sacos verdes são distribuídos gratuitamente, de dois em dois meses. Contudo caso necessite de mais rolos antes desta data, ligue para a Linha Cascais 800 203 186 (chamada gratuita), de 2.ª a 6.ª feira, das 9:00 às 18:00, ou envie-nos um e-mail para atendimento.municipal@cm-cascais.pt indicando no assunto “Projeto Separe Mais & Transforme Melhor: sacos verdes adicionais”, o seu nome e morada.

Para qualquer dúvida ou mais informação contacte: Linha Cascais 800 203 186 ou E-mail atendimento.municipal@cm-cascais.pt