CONTACTOS
Fale connosco
800 203 186
Em rede

Está aqui

Sistema de rega gota-a-gota

 

MODELO
Para o sistema de rega gota-a-gota pode ser utilizada a fita de rega ou o tubo gotejador. Devem ser colocadas duas linhas em cada canteiro nas entrelinhas das culturas e uma linha em cada uma das duas bordaduras. Estas linhas estão ligadas a um tubo rígido, a cabeceira, que por sua vez, está ligada por uma mangueira à torneira. A fita de rega, por ser maleável, é mais fácil de guardar do que o tubo gotejador. Por outro lado, a fita de rega degrada-se com o tempo e tem de ser substituída, o que já não acontece com o tubo gotejador que é mais resistente.

O modelo pode ser consultado aqui.

MATERIAIS
Para a montar o sistema de rega são necessárias as seguintes peças:

1. Mangueira
A ligação da toneira à cabeceira é feita por uma mangueira. Não esquecer de verificar a dimensão da rosca de saída da torneira (1'' ou 3/4'' ou 1/2'') antes de comprar o adaptador (macho). Já a dimensão dos adaptadores (fêmea) que ligam à mangueira dependem do diâmetro da mesma (15mm ou 19mm).
2. Cabeceira
A cabeceira é responsável por distribuir a água pelas várias linhas de rega. É composta por um tubo rígido (25 mm) e liga-se à mangueira com uma “união rosca macho" numa das extremidades e fecha-se com um “tampão final” na extremidade oposta. Ao longo deste tubo vão estar ligadas as válvulas que permitem a saída da água para as linhas de rega dos vários canteiros.
3. Gota-a-gota
Quer seja com fita de rega ou tubo gotejador são necessárias tomadas em carga para prender as válvulas ao tubo da cabeceira. As válvulas, por sua vez, ligam cada uma das linhas de rega à cabeceira e possuem uma pequena torneira que permite o controlo da saída de água para cada canteiro.

Todos os materiais referidos e a respetiva sequência de encaixe podem ser consultados aqui assim como as dimensões e quantidades aqui.

MONTAGEM
Depois de adquirir todas as peças certas basta enroscar e encaixá-las na sequência correta. Atenção às tomadas em carga que vão estar posicionadas de acordo com as saídas de água para os canteiros. Saídas estas que têm de ser previamente planeadas, ou seja, duas por canteiro e uma para cada bordadura. Depois de prender as tomadas em carga e antes de enroscar as válvulas é necessário fazer um furo no tubo da cabeceira para cada saída.

A montagem das tomadas em carga pode ser consultada aqui.

 

Nota - Algumas imagens utilizadas nos documentos de apoio têm o contributo do horticultor Manuel Luís Ramos